Posted in Geral

sapato_formal_nivel_destQuantas vezes você já teve que frequentar um certo ambiente ou comparecer a um evento e ficou em dúvida se o sapato escolhido era adequado para o local. A verdade é que alguns modelos estão em uma linha tênue entre o formal e o casual, mas alguns elementos como costura, brogues (os furinhos), cor, matéria-prima (couro, lona, etc.), efeitos e até mesmo design podem definir qual são as peças que podem ser acompanhadas de determinado calçado.

Abaixo montamos uma tabela de modelos que vai dos mais formais até os totalmente informais, com uma graduação de 0 a 10, com exceção do Oxford abaixo, cujo estilo está acima de qualquer cotação e o coloca no topo da lista disparado!

Oxford Whole Cut em Verniz – O campeão dos sapatos formais

 

sapato_formal_nivel_ft00Esse é o calçado masculino mais formal de todos. Feito em apenas uma peça de couro, sem quase nenhuma costura aparente, o modelo em verniz é o companheiro ideal para aquele evento onde o smoking é obrigatório, aliás, se você vai usar este tipo de traje, nem pense em usar um sapato diferente.

Oxfords – Companheiros ideais do terno

sapato_formal_nivel_ft01

Conforme os detalhes vão sendo inseridos no Oxford, ele vai perdendo seu ar austero, mas não o suficiente, pelo menos até aqui, para perder seu posto como o calçado perfeito para acompanhar um belo terno. O tradicional, com nota dez em formalidade, vai bem com tudo, o cap toe preto cai muito bem casamentos.

 

Wingtips e Derbys – Um muito rebuscado, outro muito simples

sapato_formal_nivel_ft02Aqui os calçados ainda não podem ser considerados casuais, mas não são do tipo que se adequa a qualquer ocasião. O Wing Tip e o Full Wing funcionam melhor em looks engravatados, próprios para trabalho, como calça com corte de alfaiataria, camisa e blazer ou um cardigã. O Derby até pode ser usado com o costume, mas é considerado um sapato simples e pode ser inadequado para um momento que exija uma certa pompa, apesar da versão em verniz sempre mostrar mais sofisticação e elegância.

 

Fivelas, Costuras e Afins

sapato_formal_nivel_ft03Aqui chegamos aos calçados que, apesar de elegantes, são informais, pedindo combinações mais simples, dispensando até o uso de gravata. É o que podemos chamar de sapato passeio, apesar do termo estar um pouco distante de seu significado atualmente. Entram as calças em sarja, camisas com estampas, blazers leves e até jeans.

Camurça, manchas e desgaste – Totalmente casual!

sapato_formal_nivel_ft04

Como já foi dito, quanto mais detalhes, materiais, cores e efeitos no calçado, mais informal ele se torna. O que dizer então de modelos em camurça? Lindos e estilosos ficam ótimos com jeans, camisas xadrez e jaquetas de couro ou blusas de lã. Os de couro envelhecido ou manchado cria looks despojados, com um toque vintage que podem ser acompanhados de uma gravata borboleta ou um chapéu Fedora.

 

Cores, Solas e Cadarços – Visual moderno e jovem

sapato_formal_nivel_ft05É neste ponto que o sapato chega mais perto do tênis, com cores fortes, confortável e moderninho. O jeans slim fit (colorido), uma camiseta com uma estampa bem bacana e acessórios marcantes, como pulseiras e cintos em lona, fazem uma combinação interessante para este tipo de calçado. Outro calçado que se encaixa perfeitamente nesta descrição é o boat shoe que funciona muito bem em looks com estilo navy.

Detalhes para levar em conta

Verniz – deixa o sapato com aparência sofisticada, independentemente de seu modelo. Apreciado como acompanhamento de roupas para eventos muito formais, com trajes Black Tie;

Brogues – os furinhos tornam o calçado um pouco mais casual, mas ainda assim sofisticado o suficiente para ser usado com um terno, caso estejamos falando de um Oxford preto, por exemplo;

Wingtips – aplicação de couro na ponta do sapato que lembra as asas de um pássaro, geralmente acompanhada pelos furos tradicionais do brogue. A combinação, apesar de deixar o visual rebuscado, é aceita com o terno;

Costuras – quanto mais costura, mais detalhes no sapato. Não é nenhum pecado, mas no caso do traje Black Tie, o modelo mais clean é o ideal. Há também as costuras do loafer que dão volume ao bico, deixando-o com uma aparência muito mais casual;

Ferragens – fivelas e placas de metal são fatores que também quebram a formalidade do calçado, dando um ar mais despojado;

Couro manchado, envelhecido ou desgastado – neste caso o resultado é completamente casual, mesmo que o sapato em questão seja um modelo clássico e clean;

Cor – calçados austeros para trajes formais são pretos ou, na melhor das hipóteses, marrons, quando as cores começam a ser agregadas a um par, pode crer que se trata de um modelo criado para ser usado com um jeans ou calça em sarja;

Cadarços – a não ser que seja colorido, o cadarço torna o sapato mais sério e classudo, é por isso que os slip-on como o loafer e o side gore não são indicados para uso com terno.

There are no reviews yet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escreva o tipo de produto que procura

Carrinho de Compras